Submenu

Superdicas para a educação remota

 

 

Durante a pandemia, as instituições de ensino tiveram que adaptar a forma como conduzem suas aulas e utilizar com mais frequência as ferramentas on-line.

 Reunimos algumas práticas saudáveis para auxiliar os estudantes a acompanharem as aulas remotas da melhor forma possível.

1- Encare a mudança como uma oportunidade: a crise proporciona pensamentos “fora da caixinha”, tornando-se uma chance de experimentar novas maneiras de realizar ações corriqueiras. Encare essas mudanças como uma oportunidade de conhecer novos recursos para estudar melhor e aprender mais.

2- Conte com a instituição: sabemos que a adaptação às aulas remotas pode ser difícil, por isso, se você sentir dificuldade com a nova metodologia, achar que não está entendendo ou não está conseguindo utilizar os recursos adequadamente, entre em contato com a instituição.

3- Siga uma rotina: adote uma rotina similar à que teria se fosse para a instituição de ensino: acordar cedo, vestir-se adequadamente, tomar o café da manhã no horário normal e focar nas atividades, seguindo o cronograma da sua turma.

4- Peça ajuda à família: os familiares também têm um papel fundamental nessa mudança. É importante que os pais demonstrem interesse naquilo que os filhos estão aprendendo e que se disponham a ajudá-los quando possível.

5- Concentre-se: em casa, são muitas as interferências que podem provocar distração. Por isso, durante o horário de estudo é necessário manter o foco e evitar tudo que possa distraí-lo nesse momento. Confira algumas técnicas simples para melhorar sua concentração:

  • desconecte-se: desligue os aparelhos eletrônicos desnecessários, como televisão e celular. No computador, mantenha redes sociais, chats e e-mails desconectados para não atrapalhar sua produtividade.

  • crie um ambiente de estudos adequado: um lugar apropriado, com boa iluminação e livre de muitos ruídos externos, é essencial para se conseguir uma boa concentração e assimilar melhor os conteúdos. Por isso, opte por locais silenciosos e bem iluminados para estudar. Caso não disponha de ambientes assim, procure um espaço que o(a) deixe à vontade.

  • organize o local de estudo: antes de começar, separe tudo o que você vai precisar: livros, cadernos, canetas, computador, etc. Estudar em um local bagunçado pode tirar sua concentração. O simples fato de ter que procurar por algum objeto já pode desviar a sua atenção.

6- Cuide do corpo: para que a mente funcione bem, o corpo precisa estar descansado. Por isso:

  • durma bem: tente dormir de 7 a 8 horas por noite, pois o sono regular auxilia no aprendizado, na concentração e na disposição para encarar todas as atividades do dia.

  • esteja fisicamente bem: antes de iniciar os estudos, alimente-se bem. Estudar com fome não é adequado, pois é preciso ter energia para se obter um bom rendimento. Realize também atividades físicas regulares para manter seu corpo saudável.

  • fique bem confortável: preste atenção à sua postura, uma vez que o jeito como você se acomoda para assistir às aulas também pode influenciar na sua produtividade. Escolha uma cadeira confortável e sente-se com o corpo ereto e a coluna reta, encostado no respaldo da cadeira. Seus pés devem tocar no chão. Nada de estudar na cama ou deitado. Seu cérebro precisa entender que você está focado em produzir e fixar conhecimento com o máximo de atenção e seriedade.

7- Revise a matéria: assim como nas aulas presenciais, não se esqueça de fazer anotações, resolver os exercícios e efetuar revisões.

8- Faça anotações: tenha sempre à disposição um papel e uma caneta em mãos para anotar pontos importantes da matéria. Assim, fica mais fácil organizar o conteúdo e acessá-lo futuramente em uma revisão.

9- Faça exercícios sempre que possível: ao final de cada conteúdo, faça exercícios sobre o assunto tratado. Colocar em prática os conceitos estudados é a melhor forma de memorizar e aprender.

10- Faça revisões com frequência: as revisões vão ajudá-lo a fixar o conteúdo, que poderá ser utilizado no momento de realizar trabalhos e provas. Consulte as anotações, utilize o material complementar e relacione muito bem os assuntos para conseguir bom desempenho.

11- Seja participativo: quanto mais os alunos participam das aulas, mais ricas elas se tornam.

12- Participe dos fóruns e chats: participe da aula como se estivesse sendo realizada presencialmente: questione, comente, proponha debates e discussões. Além de enriquecer os estudos, essa ação fortalece o vínculo entre alunos e professores.

13-Tem dúvidas? Pergunte!
Sempre que tiver uma dúvida em relação ao conteúdo das aulas e materiais, questione o professor através das plataformas oferecidas pela instituição. Assim, você conseguirá absorver ao máximo tudo que for ensinado.

14- Conecte-se com seus colegas: mantenha contato com seus colegas de classe para poderem trocar informações relevantes e tirar dúvidas uns com os outros.

Bons estudos!

 

Disponível no site: Dicas para aulas remotas – Crescendo Juntos (cefsa.org.br)

 





WHATSAPP